terça-feira, 16 de junho de 2009

Annie



Com tantas cores em giz
ela desenha um mundo
entreaberto

uns poucos pontos de luz
a serem pescados

uns rápidos vagalumes,
um cavalinho que trota...

não percebeu no entanto
que por uma onda de pensamentos
escapariam
todos os desenhos

o céu
tão bem pintado

escapou pelo rasgo provocado
no rasante entardecer da gaivota.


(Jessiely Soares)

7 comentários:

Clarinhaaa disse...

Posso falar?

adorei seu blog....
já estou atras de vc!!! ehehhe
vou colocar vc na minha lista.

linda sua sintonia!!!

beijos

Anderson H. disse...

Perfeito!

Anderson H. disse...

perfeito!

wallace disse...

Gostei bastante do seu jeito de escrever... em particular, este poema e o "Seis de Junho de Dois Mil e Nove". bjs!

Renata de Aragão Lopes disse...

Muito bonito!
Beijo,
doce de lira

Herculano Neto disse...

Voce desenha um mundo sereno com seus gizes coloridos: cavalos, vagalumes, gaivotas... Onde se pesca pontos de luz e a onda do mar é feita de pensamentos. Saudações literárias.

Vinícius Franco disse...

Fui procurar uma imagem bela no google para colocar em meu blog (http://livreprisioneiro.blogspot.com) e achei uma do seu blog.
Fiquei curioso, acessei seu blog, li um pouco e achei excelente. Parabéns!