quinta-feira, 7 de julho de 2011

Da solidão em Recife







O cheiro dele espalhado em tudo.

Dores via-olfato.
Enquanto o Recife adormece sob a chuva
me dói uma saudade inteira nesse quarto.






*Imagem daqui



(07/07/2011.
Jessiely Soares)

2 comentários:

Bruno Soft disse...

Sim, teses
Teses, teses, sim
Sinopses Sintéticas
Poemassíntese
Poesia sente-se
Poema, sente-se
Sim
Sim
Sim
Digo sim a ti

ANDRES WILL disse...

que lindo amei, olha sou novo aqui fiz um blog de uma olhadinha la e por favor veja se ficou bom abraços