quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Chão




Meu amor é feito de terra vermelha.

Quando a caravana dos seus olhos passa
Eu me espalho
E me deixo nos lugares
Mais silenciosos da sua jornada.

Eu pouso.
Você só percebe
Quando já não há como voltar atrás.

Meu corpo silêncio,
Meu corpo poeira
Na sua roupa espalhada.


(Jessiely Soares)

1 comentários:

Rabisco disse...

Adorei... mto legal.